26/01/2016 08:08

Funcionários da Caoa Hyundai protestam

157 Visualizações

Funcionários da Caoa Hyundai protestam

Após a demissão de 35 funcionários na semana passada e a possibilidade de outros 300 serem desligados ao longo das próximas semanas, funcionários da Caoa Hyundai, de Anápolis, realizaram manifestação ontem no Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia).

Cerca de mil pessoas bloquearam uma das vias de acesso ao Daia, entre às 5 horas e 9 horas - impedindo que cerca de 20 mil pessoas chegassem aos seus postos de trabalho. “Nós queremos que representantes da fábrica entre em contato conosco para conversarmos sobre outras possibilidades que não sejam a demissão deste tanto de trabalhadores”, afirma o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Anápolis, Reginaldo José de Faria.

Uma das alternativas levantadas pelo sindicato é a participação da empresa no Programa de Proteção ao Emprego (PPE). Esse programa foi criado pelo governo federal no ano passado e permite que empresas com dificuldades financeiras temporárias reduzam a jornada de trabalho dos funcionários em até 30% - com redução proporcional do salário pago pelo empregador. Sendo que, a diferença do salário é parcialmente compensada pelo governo - que paga 50% da perda.

Outra saída seria o lay-off - onde o funcionário fica em casa e não é dispensado, numa espécie de licença remunerada do profissional.

Reginaldo lembra que o último acordo feito com a montadora venceu no primeiro dia de dezembro. “Aí, a montadora entrou de férias, retornando no dia 4 de janeiro, e semana passada já teve suas primeiras demissões deste ano”, explica o sindicalista.

Iniciativas

A unidade da montadora Hyundai em Anápolis concedeu férias coletivas entre os dias 22 e 31 de abril para boa parte dos 1.650 mil funcionários da empresa.

A reportagem de O POPULAR tentou entrar em contato com a assessoria de imprensa da montadora, mas como fica em São Paulo - onde ontem foi feriado pelos 462 anos da capital -, não foi atendida.

fonte: Opopular